Joker 🃏- O famoso Coringa

Oi, gente! Antes de tudo quero desejar a todos vocês um ótimo novembro. Muitas energias positivas nesse mês que se inicia.🥳

Bem, recentemente assisti o Coringa, em inglês Joker. Filme lançado exatamente, um mês atrás.

Tenho que confessar que esse foi o melhor filme que assisti no ano de 2019. Eu tinha amado Aladim, que em breve irei escrever uma resenha, mas Joker superou todas as minhas expectativas, pois é um filme totalmente realista, fazendo analogias constantes com nossa sociedade.

Antes que você continue lendo. Quero te dizer que essa postagem contém spoilers.

Sinopse:

Coringa é um filme de suspense psicológico americano

de 2019, dirigido por Todd Phillips, que co-escreveu o roteiro com Scott Silver. O filme, baseado nos personagens da DC Comics, protagoniza Joaquin Phoenix como o Coringa. Uma história de origem ambientada em 1981, o filme mostra a vida de Arthur Fleck, um comediante de stand-up fracassado que se transforma em uma vida de crime e caos em Gotham City.

Robert De Niro, Zazie Beetz, Frances Conroy, Brett Cullen, Glenn Fleshler, Bill Camp, Shea Whigham e Marc Maron aparecem em papéis coadjuvantes.

Joker foi produzido pela Warner Bros. Pictures, DC Films e Joint Effort em associação com Bron Creative e Village Roadshow Pictures, e distribuído pela Warner Bros.

Em 1981, o palhaço e aspirante a comediante Arthur Fleck vive com sua mãe, Penny, em Gotham City- Nova York. A cidade que está um verdadeiro caos, vasta em desigualdade social, ganha espaço para crimes, violência e desemprego. Deixando cada vez mais classes sociais mais baixas viverem empobrecidas. Arthur que sofre do afeto pseudobulbar- um distúrbio que o faz ri descontroladamente em momentos inapropriados.

Ele que também depende da assistência social para medicação vive uma vida entre o céu e o inferno, pois mesmo tendo a função de fazer ri- sendo um palhaço, só recebe da vida dores e sofrimento.

O filme é uma sequência de infortúnios para Arthur. Um dia ele estava fazendo sua palhaçada de cada dia e tem sua placa roubado por um grupo de adolescentes que em seguida o agride, em um beco.

Um colega de Arthur, também palhaço, o presenteia com uma arma, e é onde tudo começa a mudar na vida de Arthur.

Primeiro ele conhece sua linda vizinha, que se torna mesmo eu não entendo porquê, sua namorada, após ele a convidar para seu show de comédia não muito engraçado, pois no meio do show ele novamente ri incontrolavelmente, o que o faz ter dificuldades de contar suas piadas.

Em um outro dia trabalhando como animador em um hospital, ele deixa a arma que ganhou de presente cair do bolso. Consequentemente é demitido.

Ao voltar para casa, no metrô, ele presencia uma passageira ser assediada por três homens, homens esses que aparentemente estavam embriagados. Arthur claramente se sente incomodado e no mesmo instante, é acometido novamente por sua crise de risos.

Os homens deixam a passageira, que foge para um outro vagão e se direcionam a Arthur questionando o porque de ele estar rindo.

Arthur não consegue explicar e os homens o espancam-o. É quando de repente Arthur comete seu primeiro assassinato.

Após sacar sua arma do bolso e atirar em dois por legítima defesa, ele executa o terceiro que ele tentava fugir.

Tempo depois ele vira notícia em um programa de tv, pois o apresentador consagrado, Murray Frankly, interpretado pelo grande (Robert DeNiro), faz piadas sobre a apresentar de Arthur , ou seja, ele passa ser visto como uma piada.

Murray Frankly era um grande ídolo de Arthur e sua mãe, dias mais tarde ele recebe o convite para ir ao programa de tv, porém, antes de ser apresentado, ele pede para ser apresentado como Joker, o Coringa.

Bem, acho que apresentei spoilers suficiente. Agora, o que tenho a dizer é que esse filme é um retrato fiel da nossa sociedade. Basta olharmos em nossa volta ou assistirmos aos noticiários que veremos como o filme foi baseado em fatos reais.

Mentiras, ganância, opressão, bullying, violência, desigualdade, assédio, depressão. Poderia ficar enumerando infinitas realidades presentes no filme, porém, irei destacar apenas mais uma, que é o caos político mundial em que estamos vivendo. Tudo fruto de um capitalismo selvagem, onde você só tem valor se você possuir capital. A sociedade decai a cada dia.

Onde as classes menos favorecidas são invisíveis e ignoradas por quem tem a maior parte do bolo.

Mesmo que o Coringa por toda história em quadrinhos tenha sido representado como um vilão da Marvel, nessa nova versão, podemos classificá-lo como um sobrevivente revolucionário nesse hospício, que é o mundo em que vivemos.

Ele é o retrato daqueles que sempre dormiram nas ruas, com fome, com sede, sem ombro amigo, sem compaixão.

Melhor dizendo, são aqueles que sempre foram usados, humilhados e rejeitados pelo sistema opressor, mas que quando por um instante deixou a medicação que simbolizava a alienação. Ele conseguiu ter prazer em viver, mesmo que seu prazer tenha sido quando ele matou o primeiro homem, concretizando pela primeira vez algo bem feito.

Vejo o filme como uma obra prima, pois Todd Phillips conseguiu mais uma vez nos fazer questionar e refletir o porque de determinadas ações. Dando margem para diversas interpretações. Isso é arte!

E você já assistiu O Coringa? Concorda com meu ponto de vista? Tem algo a dizer sobre o filme? Deixa aqui seu comentário e muito obrigada por visitar o blog Caviar e Ovo Frito.🌻😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s